Projetos

Capacitação realizada em Goiânia

Projeto Descarte Legal – Caixa

O resíduo de equipamentos eletroeletrônicos (REEE), popularmente conhecido como lixo eletrônico, é um grande desafio para o mundo moderno: estima-se que sejam geradas, anualmente, 41,2 milhões de toneladas em todo o planeta¹. Somente no Brasil, este número atinge cerca de 1,4 milhões de toneladas anuais².

Apesar de sua aparência mais “limpa” que os resíduos reciclável e orgânico, é uma grande ameaça à saúde da população e ao meio ambiente. Seus componentes possuem substâncias tóxicas como chumbo, mercúrio e cádmio. Portanto, torna-se imprescindível o cuidado no transporte, na desmontagem e no armazenamento deste material.

Uma boa notícia é que é possível ganhar dinheiro com o lixo eletrônico, pois muitos componentes possuem ouro, prata e diversos metais nobres, que podem ser reciclados e gerar renda e inclusão social. Em uma iniciativa pioneira, o Instituto GEA, em parceria com o Lassu – Laboratório de Sustentabilidade da Poli-USP, e patrocínio da Caixa Econômica, vem promovendo mudanças na vida dos catadores de recicláveis de todo o país e pensando soluções para o problema do lixo eletrônico.

O Projeto Descarte Legal tem como objetivo incluir as cooperativas de catadores na cadeia da logística reversa de resíduos eletroeletrônicos, criando oportunidades e solucionando o problema de prefeituras e empresas. Para atingi-lo, as cooperativas de catadores são capacitadas no tratamento correto do resíduo eletroeletrônico (curso desenvolvido com parceria técnica do CEDIR-USP), e há o acompanhamento da implantação das técnicas nas cooperativas parceiras: desde a retirada de doações até a comercialização para empresas certificadas.

O projeto atua em 11 capitais: São Paulo, Brasília, Salvador, Recife, Belém, Fortaleza, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre, onde capacitou mais de 200 catadores, gerando renda e promovendo sua autoestima. Até fevereiro de 2017, foram gerados mais de 325 mil reais em renda, destinando cerca de 30 mil equipamentos descartados pela Caixa. No estágio atual, o Descarte Legal vem promovendo parcerias entre as cooperativas, empresas e órgãos públicos.

Com o Projeto Descarte Legal todo mundo ganha: a população e as empresas já têm onde descartar seu lixo eletrônico, e as cooperativas aumentam a renda e promovem a inclusão de mais pessoas.
Para saber mais, acesse: http://www.institutogea.org.br/lixo-eletroeletronico/

¹ http://www.step-initiative.org/overview-world.html
² http://www.step-initiative.org/Overview_Brazil.html